domingo, 26 de outubro de 2008

Vira-lata.

Com tudo isso eu descobri uma única coisa: Você não é o que eu esperava.Lembro-me bem daquele ano em que te conhecei. Pele branca e, menos que um metro e cinquenta. Éras assim: meiga. Mas como nem tudo é pra sempre, você se foi, nem sequer deixou rastros, mudou de rumo, lado errado. Cão sarnento, de rua, que passa de lata em lata de boca em boca...
Eu sinto, sinto muito, mas não há dor maior do que ver você sendo apenas você.


(Sei lá, às vezes nem eu entendo.)

3 comentários:

Arlequim disse...

mas não há dor maior do que ver você sendo apenas você.
FATO!

Dany disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dany disse...

"mas não há dor maior do que ver você sendo apenas você."

Adorei...textoo MARA(Y)

(depois me passa)

suahsuahsuahusha

Muitoo bom!

bjooo
Amo vc;0